Site one page: veja como criar um e divulgar seu negócio na internet

Você até queria ter um site para divulgar o seu negócio, mas acha que a estrutura é muito complexa e prefere não pensar nisso por agora?

Muitos empreendedores quando se deparam com a necessidade de criar uma presença online logo acreditam que montar um site vai envolver criar todo aquele conteúdo de quem somos, nossa história, uma página para isso, outra para aquilo e logo desanimam.

Mas na verdade ter um site do seu negócio pode ser muito mais simples do que você imagina.

É possível com um terço, quiçá um décimo (ou mesmo menos que isso), do esforço que levaria criar um site completo ter uma página para divulgar o seu negócio na internet.

E eu não estou falando de uma página no Facebook ou algo assim.

Eu estou falando de um site próprio do seu negócio.

Uma página que as pessoas possam encontrar ao pesquisar no Google o nome da sua marca e obter informações sobre como adquirir seu produto ou serviço ou entrar em contato com você.

Como isso é possível? Simples, com o site one page.

Nesse artigo, eu vou te mostrar o que é um, quando vale a pena investir nesse formato e como criá-lo.

O que é um site one page?

Diferente dos sites tradicionais que contêm múltiplas páginas, uma para contato, outra para quem somos, nossos produtos…

Os sites one page – como o próprio nome em inglês diz – são formados por apenas uma página.

Todo o conteúdo e as informações que devem ser transmitidos ao público são organizados em uma única página. Nada de vai e volta entre diferentes links procurando algo.

Olha esse exemplo de site one page criado com o Klickpages:

É claro que esse formato mais simples tem as suas vantagens e desvantagens e não serve para todo tipo de negócio. 

Mas eu vou te explicar tim tim por tim tim sobre…

Quando vale a pena criar um site one page?

Se você tem diversos produtos ou serviços que atendem a públicos diferentes, o site one page vai complicar a sua vida e criar uma experiência ruim para o visitante.

Esse tipo de site é recomendado para freelancers, profissionais liberais e negócios que oferecem um único produto ou serviço.

Por exemplo, um fotógrafo que quer divulgar o seu trabalho na internet, contar um pouco da sua história e deixar um canal de contato pode se beneficiar em ter um site assim.

Ou então um empreendedor que vende um único curso online e quer divulgá-lo.

A principal vantagem desse formato é que a estrutura dele é bem mais simples que um site com múltiplas páginas, o que logo de início remove a preocupação com arquitetura da informação (como organizar diferentes conteúdos para que eles fiquem facilmente acessíveis) e reduz os custos.

Para o visitante desses sites, a experiência de navegação é melhor, pois não há o vai e vem entre diferentes páginas procurando por uma informação específica (está tudo em um mesmo lugar).

Além disso, como o conteúdo é mais enxuto, ele pode ser estruturado para levar a um único ponto de conversão e aumentar as chances de uma venda ou de um contato com seu negócio.

Como criar um site one page

A criação de um site, independente de quantas páginas ele terá, pode ser feita de 3 formas:

  1. Você mesmo cria todos os arquivos de HTML, CSS, Javascript e outros necessários; e faz toda a parte de hospedagem e manutenção. Para isso você vai precisar de conhecimento técnico na área.
  2. Você contrata um desenvolvedor ou web designer para construir o seu site e fica dependente de alguém toda vez que precisar fazer alguma alteração por mais simples que seja.
  3. Ou você pode utilizar um criador de página, como o Klickpages, que te permite construir o seu site de forma descomplicada e simples, adicionando as seções que você precisa e personalizando as cores, fontes, textos e imagens para deixar tudo a cara do seu negócio. Além disso, o Klickpages oferece modelos prontos de site one page que você pode customizar.
Gif mostrando como o Klickpages é simples de usar

Agora, como exatamente definir o que cada parte do seu site one page vai ter e qual conteúdo colocar?

Eu separei 5 passos que vão te conduzir nesse processo independentemente de qual das três alternativas você vai utilizar para construir sua página.

1. Defina uma estrutura para o conteúdo

Antes mesmo de colocar a mão na massa e começar a escrever os textos do seu site ou procurar as imagens que vão se encaixar melhor, você precisa definir a estrutura do conteúdo.

Você pode optar por algo básico como:

  • apresentar a proposta de valor do seu negócio (uma chamada que mostre que a solução oferecida vai resolver a dor do visitante, um exemplo é “sua pizza entregue em meia hora ou seu dinheiro de volta”, proposta de valor da Domino’s Pizza nos Estados Unidos);
  • apresentar o seu produto ou serviço com uma descrição irresistível;
  • apresentar quem está por trás do produto ou serviço (o expert ou a marca);
  • fazer uma chamada final para compra, se inscrever em uma lista de espera, entrar em contato ou outra conversão que você deseje.

Existem também outros modelos como AIDA (Atenção Interesse Desejo Ação), no qual você começa trazendo uma afirmação ou pergunta que chame a atenção do visitante e depois o conduz pelos estágios de interesse e desejo até chegar em um convite para uma ação.

Aqui no blog tem um artigo que explica exatamente cada ponto dessa estrutura e como utilizá-la. É só clicar aqui para ler.

E PAS (Problema Agitação Solução), em que você apresenta a principal dor que o seu potencial cliente sofre relacionada ao seu negócio, mostra as consequências de não resolver essa dor e depois traz seu produto ou serviço como solução.

Esses são alguns exemplos de estrutura que você pode utilizar no seu site one page.

O importante nessa etapa de escolher uma estrutura é definir quais são as informações e em que ordem elas aparecerão na sua página, para que não fique faltando nada essencial e você consiga conduzir o visitante a uma conversão.

2. Divida o conteúdo em seções

Uma característica comum dos sites one page é que eles são divididos em seções com cor de fundo diferentes (seguindo, é claro, uma paleta de cores).

Por exemplo, uma seção com fundo preto, seguida de outra com fundo branco e depois retomando o preto.

Isso facilita a navegação do usuário, pois ele sabe que quando muda a cor está entrando em um novo tópico, e também traz uma sensação de que ele está avançando na leitura e se aproximando do final.

Então, depois de definir a estrutura de conteúdo a ser utilizada, escrever os textos e selecionar as imagens, o próximo passo é dividi-lo em seções que visualmente vão conduzir o visitante ao ponto de conversão.

No Klickpages, você pode escolher templates personalizáveis que já vêm com as diferentes seções necessárias para criar o seu one page com essas quebras de cores que eu te falei.

Você também pode começar do zero e ir adicionando as seções de acordo com o seu conteúdo.

3. Tenha uma CTA forte

Como o site one page geralmente não oferece uma variedade de conteúdos para o visitante continuar engajado, você deve ter uma chamada para ação forte que o leve a fazer algo a partir desse contato com o seu negócio.

Pode ser, por exemplo, se inscrever para receber mais informações sobre o seu produto ou para ser notificado quando o seu curso estiver disponível novamente.

Outras opções são entrar em contato com um especialista para tirar dúvidas antes de finalizar a compra ou até mesmo uma CTA para comprar o seu produto.

O importante é que você não deixe de convidar o visitante a tomar alguma ação após consumir o conteúdo da sua página.

4. Adicione um rodapé completíssimo

O rodapé geralmente é o lugar onde as pessoas vão para procurar as informações de contato, endereço, CNPJ, dados que confirmem que se trata da página de um negócio real.

Como o site one page é mais enxuto e não tem outras páginas para você contar a história do seu negócio, colocar um formulário de contato… 

É imprescindível que o rodapé ofereça todos os dados relevantes sobre o seu negócio, além de divulgar outros pontos de contato (redes sociais, por exemplo) e os links para documentos legais como política de privacidade e termo de uso.

5. Crie um menu de navegação

Por último, para criar uma experiência agradável para os visitantes, adicione um menu de navegação no topo da página.

O objetivo desse menu é permitir que as pessoas possam ir direto para seções específicas sem precisar ficar rolando a página.

Ele se parece com o menu que você vai encontrar em sites tradicionais, só que ao invés de levar para outras páginas, ele salta para o ponto do site one page que o visitante quer ir.

Isso facilita muito a vida daqueles que chegam com a intenção de saber algo específico.

Recapitulando…

O site one page é uma excelente opção para pequenos e médios negócios, freelancers e profissionais liberais que querem divulgar seu trabalho na internet.

Porque ao invés de criar um site completo com uma estrutura robusta, com esse formato é possível transmitir as informações necessárias em uma única página, simplificando o processo de criação e reduzindo os custos.

Para criar o seu você vai precisar definir a estrutura do conteúdo, dividi-lo em seções, não esquecer de colocar uma CTA, ter um rodapé completíssimo e adicionar um menu de navegação ao topo da página.

E aí, o que você achou dessa opção? Prefere o site tradicional ou o one page?

Me conta aqui nos comentários!

Ah, e não se esqueça de assinar a newsletter do KP para receber mais conteúdos como esse semanalmente na sua caixa de entrada. É só clicar aqui. 

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Meu nome é Angela, mas algumas pessoas me chamam de Angel. Faço parte do time de conteúdo do Klickpages e sou apaixonada por tecnologia e marketing. Sou especialista em SEO, tráfego orgânico e informações aleatórias (você sabia que o Alaska está mais perto da Rússia do que Brasília de Goiânia? Pois é...), fã de country americano e louca em esportes. Acompanho de tudo, mas meus favoritos são Fórmula 1 e futebol, inclusive assisto a jogos mesmo quando o meu time (Palmeiras <3) não está em campo. Ah, eu acredito que música de natal deveria tocar o ano inteiro e Christmas Peaceful Piano está entre as 3 playlists mais tocadas no meu Spotify.