Conversational landing page: o que é, para que serve e como criar a sua

Conversational landing page

Se o seu negócio demanda mais clientes, descubra agora como converter de 3 a 4 vezes mais que as tradicionais landing pages com a conversational landing page.

Essa é uma forma de transformar as suas páginas comuns em uma experiência mais interativa utilizando um chatbot.

E não é só de criar uma experiência diferenciada que eu estou falando. Essa prática pode ser muito vantajosa para o seu negócio.

Afinal, de acordo com a Juniper Research, até 2023 os chatbots devem economizar até 11 bilhões de dólares por ano nos setores que oferecem Serviço de Atendimento ao Cliente – SAC.

Ou seja, além de aumentar a conversão das suas páginas, você pode economizar no atendimento ao cliente na etapa de aquisição e reinvestir esse dinheiro em outras etapas do seu negócio.

Então se você está buscando melhorar ou ter uma landing page conversacional porque precisa diminuir o atendimento do SAC ou tirar dúvidas sobre o assunto utilizando chatbots configuráveis, aqui é o lugar certo.

Veja neste artigo:

  • O que é uma conversational landing page
  • Por que ter uma
  • Como criar uma
  • E 5 ferramentas de chatbot para colocar na sua landing page

O que é conversational landing page?

Conversational landing pages (ou landing pages conversacionais) são páginas criadas com foco em conversação com o visitante para esclarecer dúvidas ou conduzi-lo a alguma ação.

Elas podem sugerir um chat em pop-up ou ser inteiramente dedicadas à interação do usuário.

Esse contato é realizado através de chatbots, onde a sua inteligência pode ser aprimorada para que ela consiga ser o suficiente para responder as dúvidas, isso sem necessitar de atendimento humano.

Mas também com bate-papo ao vivo, onde é possível utilizar técnicas de venda e de solução de conflitos de maneira mais personalizada através do atendimento da equipe especializada do seu negócio.

Por que ter uma conversational landing page?

Além das vantagens que eu te contei ali em cima, a resposta mais aproximada para essa pergunta é a de que uma conversational landing page vai deixar a rotina mais fácil da seguinte forma:

1. Chatbot mais inteligente

Dependendo de qual serviço você vai inserir como chatbot na sua página, e do quanto você conhece a jornada de compra do seu visitante, é possível persuadi-lo a comprar seu produto ou serviço respondendo de forma concisa as dúvidas que ele apresenta.

Mas essa não é a única vantagem.

Com isso você também consegue reduzir a demanda que recai sobre o seu Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) e filtra os usuários, fazendo com chegue até o bate-papo ao vivo somente as demandas que o chatbot ainda não consegue ou aprendeu a resolver.

2. Mais agilidade para o visitante

Às vezes o cliente está com uma dúvida simples como “gerar 2ª via de boleto”, por exemplo.

Em vez de precisar abrir um chamado, ligar ou tentar contatar seu negócio para resolver, com uma página conversacional ele pode solucionar apenas interagindo com as funções.

Um exemplo claro disso é a página “Fale com a Gal”, da companhia aérea Gol.

Com uma página inteira dedicada à interação do usuário, o chatbot deles consegue resolver desde problemas mais simples até coisas mais complexas.

Lá você pode esclarecer dúvidas ou até gerenciar passagem emitida para aquisição de serviço, como assentos mais confortáveis e franquia de bagagem.

E claro, apesar de ser um serviço inteligente e funcional, se o chatbot não consegue solucionar um determinado problema, é possível iniciar um bate-papo ao vivo com um atendente Gol.

Ele já recebe todo o histórico das funções que você acessou e consegue te ajudar da forma mais rápida e direcionada possível.

3. Diminuição na taxa de cancelamentos ou desistências

Uma das funções mais interessantes de uma landing page conversacional é a sua capacidade de persuasão, onde é possível diminuir a taxa de cancelamento ou desistência de compra de um produto.

Isso acontece porque, em casos de possíveis desistências, na maioria das vezes o visitante está com uma dúvida mínima ou insignificante para finalizar a aquisição.

Daquelas que nem sempre há uma resposta certa em toda a página de vendas, mas que é possível dar uma resposta aproximada com o chatbot.

Ou, até mesmo, fazer com que o usuário entenda que nem é uma dúvida tão relevante para a aquisição e finalize logo a compra.

Em casos de cancelamento, às vezes o usuário deseja fazê-lo por alguma insatisfação, e mesmo estando dentro do prazo de rescisão, ter uma conversational landing page ajuda a evitar.

Isso porque, ao interagir com uma página conversacional, ele é relembrado da solução que o produto pode entregar e até mesmo seja encaminhado para tutoriais que podem ajudar a solucionar os problemas que causam tal insatisfação.

Quais são os tipos de chatbots que você pode colocar na sua landing page?

Existem dois tipos de chatbots, os baseados em regras (simples) e os baseados em inteligência artificial (avançado).

Os chatbots baseados em regras possuem uma lógica de funcionamento bastante simples.

Conforme o usuário escreve, o bot vai identificando o que ele quer dizer com base em palavras-chave pré-configuradas, que geralmente integram conteúdo de uma FAQ.

O único problema disso é que se a mensagem escrita pelo visitante não conter nenhuma palavra-chave, o bot não consegue entender e gera uma resposta automática.

Já os chatbots baseados em inteligência artificial são um pouco mais complexos, pois, nesse caso, o bot registra todas as palavras escritas pelo usuário para processamento posterior.

Ou seja, em vez de sugerir apenas respostas pré-programadas, o bot aprende um pouco mais do contexto e consegue dar sugestões adequadas sobre o assunto, mesmo quando é feita uma pergunta de uma forma que não tenha especificamente alguma palavra-chave pré-programada.

Como criar um chatbot para sua landing page

Antes de tudo, é preciso definir o objetivo do seu chatbot, ou seja, procure listar claramente as funções que ele precisa realizar.

Feito isso, o próximo passo é escolher o canal ideal para interagir com seus clientes.

Pode ser o Facebook Messenger, seu website ou qualquer outra plataforma de mensagens.

O importante é identificar com quais deles seus clientes mais te procuram.

Então, é necessário configurar um servidor para executar seu bot e escolher qual ferramenta você usará para construí-lo.

Fique tranquilo quanto a dificuldade em criar um chatbot, ela está mais relacionada com a experiência do usuário do que com a habilidade técnica em si.

Os chatbots mais bem-sucedidos são aqueles que as pessoas voltam a usar regularmente e que fornecem valor consistente para elas.

Pensando nisso, é preciso também estar atento a outros dois pontos: fluxo de mensagens e tom de voz.

Fluxo de mensagens

Um bom chatbot é aquele que entrega para o usuário a resposta daquilo que ele está procurando.

Por conta disso, antes de investir em um, é importante que você conheça bem o seu funil de vendas e a jornada de compras do seu cliente.

Tente pensar em como ele interage em cada fase da sua jornada, qual ajuda ele precisa, quais perguntas ele faz em cada etapa do funil e, daí, em como você pode ajudá-lo.

Esse exercício torna viável imaginar uma conversa e desenhar o fluxo de mensagens certo.

Tom de voz

As pessoas falam de forma diferente de acordo com o grupo no qual elas estão inseridas.

Da mesma forma, cada grupo fala à sua maneira, e por conta disso, seu negócio também precisa falar à altura.

Um empresário de uma multinacional vai se comunicar de forma bastante diferente de um estudante universitário.

Olhando para isso, é preciso que, ao construir seu chatbot, você o ensine a falar a mesma linguagem do seu visitante ou cliente – ou a linguagem que o seu negócio já tem estabelecida em outros canais.

Isto é, ele deve usar o tom de voz próprio ou o mesmo que seu público para que a conversa pareça o mais natural possível.

É um esforço que permite ao cliente ter a sensação de realmente estar falando com uma pessoa, é a parte de humanização do processo.

Treinar um chatbot para entender corretamente tudo o que o usuário digita exige esforços, mas em pouco tempo é possível concluir que ele melhora a rotina e os resultados do negócio.

5 ferramentas de chatbot para você usar no seu negócio

Existem diversas ferramentas de chatbot disponíveis no mercado e que podem ser úteis para o seu negócio.

Para te ajudar a escolher a melhor opção para a sua landing page conversacional, eu separei para você uma lista com 5 delas. 

Para saber mais basta clicar nos links:

  1. Drift: serve tanto para o time de vendas quanto para o time de SAC, o Drift tem como propósito uma fácil usabilidade e excelente suporte.
  2. Chatfuel: o Chatfuel é indicado para quem busca automações de marketing, geração de leads e suporte através de um chatbot simples.
  3. Manychat: também focado em automação, o Manychat é preferido por quem busca mais integração com redes sociais.
  4. Globalbot: com site em portugês, o Globalbot tem foco em atendimento ao cliente mesclando com chatbot e atendimento humano em diversos canais.
  5. Huggy: também com site em português, o Huggy serve para atendimentos e automações, em vários canais e de forma automatizada.

Uma outra opção é o Messenger do Facebook.

Ele é configurável dentro da própria plataforma. E você pode entender melhor aqui.

Comece a capturar leads hoje mesmo utilizando o Klickpages

Se você tem um negócio na internet, ter uma conversational landing page com chatbot não é a única ferramenta capaz de otimizar seus resultados.

Antes disso, é preciso conseguir criar landing pages de forma fácil e interativa para abrir as portas para o crescimento que você tanto deseja para o seu negócio.

Afinal, o próprio site pode funcionar como uma plataforma para capturar leads.

Como?

Seja ao oferecer artigos ou promoções, não perca a chance de obter o contato do seu potencial cliente para, depois, promover abordagens mais direcionadas.

Pode ser um convite para assinar uma newsletter, receber novidades por email, baixar um ebook ou se inscrever em um curso gratuito.

Para todas as ações, caprichar na landing page é o segredo.

Nessa hora, seu principal aliado é o Klickpages.

Crie a sua página em três passos:

  1. Escolha seu modelo: há opções de alta conversão comprovada por testes.
  2. Customize a página: edite os textos, as cores e as imagens, para deixar a sua página com a cara do seu negócio. 
  3. Publique: publique no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Quer saber mais sobre o Klickpages e como ele pode ajudar o seu negócio? É só clicar no aqui. 

Conclusão

Nesse artigo eu te mostrei que conversational landing page ainda é uma abordagem nova para uma ferramenta já presente no mercado.

Mas com a inteligência e praticidade da criação de chatbots evoluindo, agora também está auxiliando vários pequenos negócios a evoluírem também.

A função tem deixado de ser algo apenas complementar e passado a ser necessária para empreendimentos, resultando em vendas que conseguem alcançar melhores resultados com páginas interativas.

Você também viu os motivos para ter um conversational landing page, os níveis de inteligência e os tipos de chatbots, a agilidade e a diminuição dos cancelamentos no SAC, como criar um chatbot e 5 ferramentas que podem te ajudar.

Seja na conversão, redução de custos internos, redução de taxas negativas ou na aquisição de novas leads. 

A criatividade e a inteligência de negócio lhe dirão o melhor caminho.

Gostou desse artigo? Não esqueça de me contar aqui embaixo nos comentários.

E não se esqueça de assinar a newsletter do Klickpages para receber mais conteúdos como esse semanalmente na sua caixa de entrada. É só clicar aqui! 

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Amapaense, 27 anos e apaixonado por viajar. Trabalho há anos com comunicação nas áreas de redação publicitária, planejamento de marketing e redes sociais. Também especialista em copywriting, sou desbravador de bons cafés e adoro gastar horas do dia transformando pautas complicadas em assuntos do cotidiano.