9 dicas comprovadas de como otimizar a velocidade das suas páginas para aumentar a conversão

Existe um inimigo invisível das conversões no seu site.

A sua chamada para ação pode ser persuasiva, os elementos de design atraentes e as provas sociais o mais convincente possíveis.

Mas antes que tudo isso entre em ação para transformar os visitantes em leads ou clientes, esse inimigo invisível aparece e acaba com a conversão.

Ele é o tempo de carregamento de página.

Quanto mais tempo demora para que todos os elementos estejam visíveis e funcionais assim que o usuário entra no seu site, maiores são as chances de ele desistir do acesso.

E esse é o tipo de coisa que é imperceptível aos olhos.

Inclusive, é possível criar duas páginas visualmente iguais, mas com tempos de carregamento completamente diferentes.

Olha só esse exemplo:

Porém, você não precisa mais se preocupar com esse vilão. 

Porque neste artigo eu vou te mostrar 9 dicas comprovadas para otimizar a velocidade das suas páginas e aumentar a conversão.

Vamos lá?!

O que é otimização da velocidade do site e por que você deveria se preocupar com isso?

A otimização da velocidade do site consiste em adequar a utilização de certos recursos para que as suas páginas carreguem em menos tempo.

Quanto mais rápido o seu conteúdo aparece de forma funcional para a sua audiência, melhor. Pois assim seus visitantes engajam mais rápido e têm uma tendência menor de bounce (deixar a página sem realizar nenhuma ação).

E como tudo isso impacta o seu negócio?

Um estudo revelou que, se uma página demora mais de 3 segundos para carregar, cerca de 40% dos visitantes vão desistir do acesso. 

Mas não é só isso…

  • Impacta na conversão: se menos pessoas estão permanecendo na sua página, logo menos pessoas estão se convertendo em leads ou clientes (você acaba deixando dinheiro na mesa).
  • Impacta na usabilidade e no engajamento: além disso, as que sobreviveram à demora no carregamento do seu site provavelmente não estão muito contentes com a experiência oferecida e menos propensos a engajar.
  • Impacta no SEO: o Google prioriza sites que têm uma boa usabilidade, engajam os usuários e entregam o que está sendo procurado. Páginas que demoram muito a carregar tendem a não serem bem ranqueadas nos resultados das buscas e podem perder posições para conteúdos nem sempre tão bons, mas que carregam mais rápido.

Então, otimização de velocidade de página não é o tipo de coisa que você pode deixar para lá, porque impacta diretamente no sucesso do seu negócio. 

Qual é o próximo passo que você deve dar? 

Eu te mostro agora…

Como testar o tempo de carregamento?

Você deve começar o processo de otimização entendendo como está atualmente o tempo de carregamento das suas páginas.

A ferramenta que eu utilizo e indico para isso é o Google Pagespeed Insights.

As principais vantagens dela é que, primeiramente, se trata de um algoritmo do Google, ou seja, vai te mostrar como a ferramenta olha para as suas páginas, o que é muito útil para quem está focado em SEO.

O segundo ponto é que, além de ser gratuito, apresenta a performance para desktop e mobile.

E uma coisa que você precisa saber é o desempenho da sua página no mobile. 

Isso porque a maioria das pessoas acessam a internet pelo celular e também a performance para dispositivos móveis tende a ser menor que a do desktop. Então se ela está boa, é sinal que está tudo certo com o carregamento em computadores.

Dicas comprovadas para melhorar a velocidade do seu site

Se você utiliza criadores de site para fazer suas páginas na internet, a coisa mais importante – e que vai definir a velocidade de carregamento – é a qualidade do serviço prestado por essa ferramenta.

Por isso, você deve escolher um bom criador de páginas, que tenha templates otimizados, para que o seu site seja rápido.

Mas é claro que isso não é a única coisa que você deve fazer para melhorar o desempenho das suas páginas.

Por isso, eu trouxe para você 9 dicas que comprovadamente reduzem o tempo de carregamento.

1. Escolha um servidor confiável

Essa dica serve principalmente para quem desenvolve suas próprias páginas ou contratou um programador ou web designer para isso.

O servidor é um computador mais robusto onde o seu site fica hospedado e pode ser acessado por qualquer pessoa na internet.

A qualidade desse servidor, o tempo de resposta e características de processamento e memória vão ser determinantes para a velocidade de carregamento.

Trazendo isso para uma experiência do dia a dia.

Se você já usou um computador mais antigo, sabe que uma página pode demorar mais tempo para abrir do que se você estiver usando um computador mais novo.

Essa demora nada tem a ver com a velocidade da internet ou o conteúdo da página, mas com a capacidade de processamento do computador.

Só que nesse exemplo a máquina mais antiga afeta apenas o usuário que está tentando acessar o site.

No caso de um servidor duvidoso, a lentidão prejudicaria todos os visitantes do seu site.

Por isso, caso você seja o responsável pela hospedagem do seu site, é ideal buscar por serviços mais renomados e de qualidade garantida.

2. Não sobrecarregue suas páginas com muito conteúdo

Quanto mais informações uma página tem, mais tempo ela demora para ser totalmente carregada.

Ou seja, sites one page (aqueles sites que todas as informações estão em uma única página) só valem a pena caso o seu conteúdo seja sucinto.

Se você precisa de muito texto e imagens para comunicar tudo aquilo que os visitantes procuram no seu site, o ideal é quebrar em diversas páginas e utilizar uma barra de navegação.

Dessa forma, o conteúdo de cada página fica mais enxuto, e o usuário só precisa esperar o tempo de carregamento da informação que ele quer saber (o que com certeza é bem mais rápido do que o carregamento do site inteiro).

3. Priorize o carregamento do conteúdo acima da dobra

O conteúdo acima da dobra é tudo que aparece na tela sem que o usuário precise mover a barra de rolagem.

Ou seja, as primeiras seções do seu site.

Quanto mais rápido esse conteúdo carregar, melhor. Porque os visitantes já se engajam com a sua página, antes mesmo de o restante das informações estarem disponíveis.

E isso tende a evitar que as pessoas saiam porque sua página é lenta.

Como você pode priorizar o carregamento desse conteúdo?

  • Opte por backgrounds mais simples.
  • Use texto ao invés de elementos gráficos.
  • Evite colocar muitas imagens, animações ou arquivos de mídia pesados.

Falando nisso…  

4. Evite o excesso de arquivos mídia no seu site

Uma das coisas que mais afetam o carregamento do seu site é a quantidade de arquivos de mídia, como fotos, vídeos, GIFs, iframes…

Pois esses são formatos que consomem muitos megas e gigas para serem carregados.

Isso significa que transformar a sua homepage em uma galeria com diversas imagens não é uma boa ideia, já que ela se tornará mais lenta.

Por outro lado, não quer dizer que você deva abolir todas as imagens ou vídeos do seu site para que ele seja rápido.

O ponto-chave é encontrar um equilíbrio para utilizar arquivos de mídia de forma estratégica para alcançar seus objetivos, mas sem exagerar.

5. Limite o uso de GIFs

Se tem uma coisa que eu gosto é de GIFs.

Para mim, eles valem mais que mil palavras na hora de comunicar humor, empolgação e outras emoções.

O problema é que, em tamanho de arquivo, eles valem muuuuuuito mais que mil palavras.

Esse é um dos tipos de arquivos mais pesados, até mesmo mais do que vídeos.

Por isso, os arquivos mp4 (vídeo) são uma alternativa para substituir seus GIFs sem afetar a mensagem que você quer passar e, assim, melhorar a velocidade de carregamento da sua página. 

6. Otimize o tamanho das suas imagens

Outra dica que ajuda muito, principalmente se o seu site tem bastante imagem é otimizar o tamanho delas.

Você provavelmente não precisa de arquivos com resolução 4k, se a maioria dos seus visitantes acessam o site pelo celular. A diferença para eles é imperceptível caso você opte por um arquivo com uma resolução menor.

Hoje em dia existem sites, como TinyPNG, que fazem esse processo de otimização gratuitamente diminuindo o tamanho do arquivo sem prejudicar a qualidade da imagem.

Além disso, as ferramentas de edição de imagem também oferecem configurações de exportação que otimizam o arquivo para web.

7. Use texto ao invés de elementos gráficos sempre que possível

Muitas vezes é possível substituir imagens e elementos gráficos por textos estilizados, aumentando a velocidade de carregamento da página.

Por exemplo, se a sua logo é o nome da empresa escrita em uma fonte específica, você não precisa adicionar uma imagem no seu site toda vez que for colocar a sua logo. Basta colocar o nome da empresa em texto e estilizá-lo com a fonte específica.

Isso ajuda a evitar o excesso de arquivos de mídia no seu site.

Por outro lado, ao fazer isso, é importante que você fique atento à próxima dica…

8. Reduza a quantidade e estilo de fontes

Cada fonte diferente que você utiliza na sua página, precisa ser carregada para que os textos fiquem estilizados da forma correta.

E como você já sabe, tudo que precisa ser carregado diminui a velocidade da página.

O recomendado, tanto do ponto de vista de carregamento quanto de design, é que você não utilize mais que dois ou três estilos de fontes diferentes no seu site.

9. Cuidado com o uso de plugins e widgets

Plugins e widgets são elementos externos que você inclui nas suas páginas, como plugin de comentários do Facebook, feed de últimos tweets, galeria do Instagram…

Por serem externos, estão totalmente (ou pelo menos parcialmente) fora do seu controle a otimização desses elementos.

E alguns deles podem prejudicar a velocidade de carregamento.

Você pode medir o impacto dos plugins rodando a sua página no Pagespeed Insights com e sem eles e comparar a diferença na performance.

Caso ela seja considerável, é recomendado que você remova o plugin ou substitua ele por outro com a mesma função, mas que gere um impacto menor.

Conheça um criador de páginas focado em carregamento rápido

Como eu falei para você no início das dicas, utilizar um bom criador de páginas é essencial para ter um site com velocidade de carregamento alta.

E, se você ainda não sabe, o Klickpages oferece templates e componentes otimizados para melhor performance.

Isso significa que você terá mais facilidade em criar páginas com pontuação acima de 80 no Google Pagespeed Insights.

Basta escolher um modelo performático ou uma seção que contenha o ícone de velocidade (como a da imagem abaixo) para garantir uma página com carregamento mais rápido.

Quer saber mais sobre o Klickpages e todos os recursos que ele oferece? É só clicar no botão abaixo 👇.

Conclusão

Neste artigo você viu que a velocidade de carregamento da página é um inimigo invisível das suas conversões e que pode prejudicar o faturamento do seu negócio.

Por isso, é importante monitorar frequentemente suas páginas no Google Pagespeed Insights (ou outra ferramenta que faça isso) para ver como está a performance dela.

Caso precise de melhorias, as 9 dicas que eu te dei neste artigo certamente vão ajudar a otimizar a velocidade das suas páginas e criar uma experiência melhor.

Tem alguma outra dica que você daria para quem quer ter páginas mais rápidas? Me conta aqui nos comentários! 😉Ah, e não se esqueça de assinar a newsletter do Klickpages para receber mais conteúdos com esse semanalmente na sua caixa de entrada. Clique aqui!

Sobre o Autor

Meu nome é Angela, mas algumas pessoas me chamam de Angel. Faço parte do time de conteúdo do Klickpages e sou apaixonada por tecnologia e marketing. Sou especialista em SEO, tráfego orgânico e informações aleatórias (você sabia que o Alaska está mais perto da Rússia do que Brasília de Goiânia? Pois é...), fã de country americano e louca em esportes. Acompanho de tudo, mas meus favoritos são Fórmula 1 e futebol, inclusive assisto a jogos mesmo quando o meu time (Palmeiras <3) não está em campo. Ah, eu acredito que música de natal deveria tocar o ano inteiro e Christmas Peaceful Piano está entre as 3 playlists mais tocadas no meu Spotify.