Como criar landing pages do zero em menos de 1 hora: passo a passo

Como criar landing page

Se você sabe a importância que uma landing page tem para a sua estratégia de marketing digital, mas ainda não tem as suas porque acha que é algo complicado ou caro…

Ou você até tem algumas páginas publicadas, mas gostaria de ter liberdade para fazer as alterações você mesmo, sem precisar depender de um programador…

E até mesmo se você já ouviu falar no termo landing page, mas não faz ideia do que isso significa…

Eu tenho uma boa notícia para você.

É possível criar landing pages do zero, com a cara do seu negócio, sem depender de programadores, em menos de uma hora.

Neste artigo, eu vou te explicar exatamente como isso é possível e o que você precisa fazer com um passo a passo totalmente ilustrado.

Mas primeiro…

O que é uma landing page?

A landing page, também conhecida como página de aterrissagem, é uma página totalmente focada em levar um visitante a realizar uma conversão.

Essa conversão pode ser se tornar uma lead (ou seja, um potencial cliente que você tem uma forma de contato direto), um inscrito na sua newsletter ou até mesmo uma venda.

Como o objetivo da landing page é promover uma conversão, esse tipo de página possui menos recursos e links que possam levar o visitante para outras áreas do seu site.

Um exemplo é esta página da Uber: 

Ela é totalmente voltada para que o visitante faça o cadastro e se torne um motorista de aplicativo.

E o único link de saída que existe é algo bem discreto, no canto superior da página, para as pessoas que desejam viajar com a Uber ao invés de se tornar um motorista.

9 elementos indispensáveis na hora de criar a sua landing page

Como você acabou de ver no exemplo da Uber, uma landing page costuma ser bastante simples para que o visitante não se distraia com outras coisas.

Por isso todos os elementos desse tipo de página estão lá por um único motivo: estimular a conversão.

Mas quais elementos exatamente são esses? Eu separei aqui nove itens para você.

Isso não significa que você precisa acrescentar TODOS eles, só aqueles que fizerem sentido para o tipo de oferta que você está fazendo.

Eles são:

#1 Título chamativo

O título contém a promessa que você está fazendo para o visitante e tem como objetivo prender a atenção e despertar a curiosidade.

Um título que funciona geralmente vai direto na dor ou desejo do potencial cliente, fazendo uma promessa que ele tenha interesse.

Por exemplo, no caso da landing page da Uber, o título é:

Se o visitante que chega até essa página está desempregado ou gostaria de trabalhar em horário flexível, provavelmente esse título irá mexer com ele.

Aqui no blog do KP temos um artigo que vai te mostrar 20 fórmulas práticas de como escrever títulos que vão te ajudar a chamar a atenção do seu visitante. 

#2 Oferta irresistível

A oferta é aquilo que você está oferecendo para o usuário. É um ebook? Inscrição para um webinar? Um minicurso gratuito? Notificação de conteúdos novos? 

Apresente isso ressaltando o benefício que o visitante terá ao aceitar essa oferta de forma que seja algo que ele nem pense em dizer não.

A oferta está presente no título da sua landing page e também é destrinchada nos outros elementos.

Um dos exemplos que eu mais gosto de oferta é a da newsletter da Laura Belgray (Talking Shrimp). 

Ela “vende” os emails dela como as únicas mensagens que todo mundo quer ler e que podem te transformar em um escritor melhor.

Para quem está começando, principalmente, na área de copywriting, esse tipo de conteúdo desperta o interesse.

Mas um alerta importante: você tem que ser capaz de cumprir com o que você está prometendo na sua oferta. Se não você acabará decepcionando o potencial cliente e ele perderá a confiança em você. 

#3 Descrição atraente

A descrição é um detalhamento do que você está oferecendo.

Uma dica importante é não focar tanto nas funcionalidades, mas sim nos benefícios da sua oferta.

O que isso vai mudar na vida do seu potencial cliente? Como?

Por exemplo, na landing page para baixar o ebook “Como usar a internet para alavancar as suas vendas ou criar um negócio digital do zero” do Erico Rocha, você encontra uma descrição dos conteúdos do livro.

A descrição não destaca a quantidade de páginas ou outras características do ebook, mas o que a pessoa pode aprender em cada um dos capítulos e como isso pode ajudar ela a alavancar as vendas ou criar um negócio do zero.

#4 Call to action impossível de ignorar

A call to action ou, em português, chamada para a ação geralmente é um botão ou frase que diz ao visitante o que ele precisa fazer para completar a conversão.

Por exemplo, o botão de “experimente hospedar” da página de seja uma anfitrião da Airbnb.

Para a sua CTA ser impossível de ignorar, ela deve se destacar dos outros elementos da página. 

Se você observar na imagem acima, a cor rosa do botão se destaca no fundo preto presente na primeira dobra da página. 

Além disso, o texto deve ser claro e não pode criar dúvidas na cabeça do visitante sobre o que ele deve fazer ou o que ele está fazendo ao clicar.

Caso se trate de uma compra, indique que a pessoa está comprando algo; se é um download gratuito, coloque “fazer download gratuitamente”.

Você pode conferir 18 exemplos de call to action que funcionam como ímãs de cliques, aqui do blog do KP.

#5 Formulário fácil de preencher

Você pode usar o formulário de três formas nas suas landing pages para captar os dados dos seus potenciais clientes.

Pode deixá-lo visível na página.

Abrir através de uma janela pop-up quando o visitante clicar na CTA.

Ou abrir em uma outra página.

Independentemente do formato que você escolher, uma coisa que é indispensável é que o formulário seja fácil de preencher.

Peça apenas as informações que são necessárias para entregar a sua oferta. 

Se você exigir muitos dados sobre o potencial cliente, ele pode acabar desistindo de seguir com a conversão.

Qual é a quantidade ideal e quais são as informações que você deve pedir? 

Depende.

Se você está oferecendo o download de um ebook, não precisa de mais do que o primeiro nome e o email do visitante.

Se está organizando um webinar ou uma aula gratuita sobre algum tema, talvez seja interessante, além do email, saber o nível de domínio da pessoa sobre o assunto para preparar o material da apresentação.

No caso de uma compra, você vai precisar de mais detalhes até por uma questão fiscal.

Então, as informações que você vai pedir no formulário dependem muito do que você vai entregar no final das contas. 

#6 Prova social incontestável

Um elemento muito interessante de incluir nas suas landing pages, principalmente se o que você está oferecendo exige um certo comprometimento da pessoa (seja de tempo ou dinheiro), é prova social.

Por exemplo, depoimentos de pessoas que tiveram acesso a essa mesma oferta e obtiveram resultados positivos.

O grande ponto é que essa prova social precisa ser incontestável ou ela pode perder o efeito.

O que isso quer dizer?

Hoje em dia, muitas pessoas já não acreditam muito em prints de mensagem ou emails, porque isso é muito fácil de forjar.

Por outro lado, o vídeo da própria pessoa narrando sua história e transformação tem um peso muito maior, como esse aqui por exemplo: https://www.youtube.com/watch?v=pEuJpZAK-a4

Mas você não precisa investir em uma mega produção. Algo simples como um plugin de comentários do Facebook já pode servir de prova social.

#7 Conteúdos visuais encantadores

Não se esqueça de adicionar vídeos e imagens na sua landing page que ajudem a reforçar a sua oferta.

Pode ser, por exemplo, uma imagem do seu ebook ou um vídeo seu convidando potenciais clientes para participar de uma aula sobre algum tema.

Ou até mesmo uma imagem que direcione o foco do visitante para a CTA. Como esta imagem do formulário de inscrição para a newsletter do Talking Shrimp.

Os dedos, a cabeça e os olhos da Laura estão apontando na direção do formulário mostrando para o usuário onde ele deveria prestar atenção.

#8 Rodapé

Esse elemento muitas vezes costuma passar despercebido e pode até ser ignorado. 

Mas se você quer fazer anúncios no Facebook ou Google que redirecionem para a sua landing page é imprescindível que você tenha um rodapé com links para a política de privacidade e termos de uso, além do contato do seu negócio.

Essas informações são exigidas para a segurança do usuário que vai deixar os dados na sua página.

Sem essas informações no rodapé, os seus anúncios podem ser reprovados pelo Google e Facebook Ads.

#9 Tenha uma política de proteção de dados

Com a regulamentação da nova LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) é recomendado que logo abaixo do seu formulário de captura tenha uma um campo onde o visitante da sua landing page possa confiar que autoriza o uso desses dados.

Assim você deixa claro para o visitante que ele está em um ambiente seguro.

Como criar uma landing page do zero em menos de uma hora: passo a passo

Agora que você já conhece todos os elementos que a sua landing page pode ter, eu vou te mostrar na prática como é possível ter uma página pronta e publicada em menos de uma hora.

Mas antes de entrar no passo a passo, a primeira coisa que você precisa fazer é escolher uma ferramenta de criação de páginas.

Hoje em dia, é possível construir landing pages do zero com facilidade e agilidade porque existem ferramentas próprias para isso.

Os construtores de página permitem que você mesmo crie e faça as alterações que deseja de forma intuitiva e sem depender de um programador.

A minha recomendação é que você utilize o Klickpages. Ele é simples e fácil de usar e conta com templates prontos que você pode customizar, além de te dar a possibilidade de começar do zero.

Para saber mais sobre o Klickpages é só clicar no botão abaixo 👇: 

Agora vamos colocar a mão na massa e criar a sua landing page passo a passo.

1. Selecione o template

A primeira coisa que você vai fazer depois de entrar na ferramenta é clicar em + Página, para começar.

Depois escolha um template pronto ou opte por começar do zero.

Para usar de exemplo neste artigo, eu escolhi o modelo “Klickpages – Webinário Genérico 3”.

Mas você pode optar por começar com uma página em branco e, quando entrar no modo de edição, poderá escolher quais são as seções que você deseja incluir na sua página.

É só clicar em adicionar sua primeira seção e pesquisar pelo tipo que você deseja.

2. Dê um nome para sua página

Antes de começar a customizar a sua página, dê um nome para ela. 

Esse nome não aparecerá para os visitantes, mas é uma forma de manter os seus arquivos todos organizados dentro da ferramenta e depois conseguir encontrar suas landing pages com maior facilidade.

3. Adicione os seus textos

Agora é hora de começar a trocar os textos do template que você escolheu, pelo conteúdo da sua página.

Nesse momento, você irá colocar o título chamativo, a descrição atraente, a sua chamada para ação.

No Klickpages, é só você clicar duas vezes sobre qualquer área de texto para poder editá-la.

4. Coloque suas imagens

O próximo passo é substituir as imagens do template escolhido pelas imagens relacionadas ao seu negócio.

Para fazer isso é muito simples, clique sobre a imagem que você deseja substituir e depois sobre o nome do arquivo dela.

Na central de mídias, você poderá fazer o upload e selecionar a imagem que você gostaria de inserir.

Depois é só fazer os ajustes na imagem usando o menu lateral até alcançar o resultado que você quer.

O meu ficou assim:

5. Customize as cores

Quando todos os textos e imagens estiverem prontos, é o momento de deixar a página com a cara e as cores do seu negócio.

Você pode alterar a cor de cada elemento (texto, botão de CTA, plano de fundo) clicando sobre ele e alterando as configurações de cor.

6. Remova os elementos que não são necessários

Um template de landing page pode vir com elementos e até mesmo seções que, para você, pode não fazer sentido manter na sua página.

Você pode deixá-los invisíveis clicando no ícone do olho ou remover algum item da seção que ele faz parte e a página automaticamente se ajusta a ausência daquele item.

E também é possível remover uma seção inteira indo no menu de seções e clicando no ícone da lixeira.

7. Integre o formulário da CTA com a sua ferramenta de email marketing

No menu de CTA, você pode escolher e configurar como quer que a captação dos dados aconteça: através de um formulário simples, através de uma pop-up ou em um link externo.

Se você escolher uma das duas primeiras opções, a captura do contato da lead já acontece na sua própria landing page.

Mas para essa informação chegar automaticamente para o seu serviço de email marketing, ele precisa estar integrado com a sua página.

É bem simples fazer isso.

Quando você cria um formulário em um disparador de email marketing, ele gera para você um código HTML. 

É só você copiar esse código e colocar no campo de importação de formulário.

Primeiro, clique no ícone da carta, depois em + Adicionar nova configuração.

Dê um nome que fique fácil para você identificar depois, selecione a opção de Importação de formulário e cole o código HTML.

Depois, é só voltar no botão de CTA e selecionar a configuração do serviço de email que você acabou de criar, para que todos os dados inseridos na chamada para ação sejam enviados automaticamente para o seu serviço de email.

8. Teste a página

Antes de publicar, salve e teste se todos os links da página estão funcionando, veja como ela ficou em dispositivos mobile.

Confira tudo para garantir que o usuário terá a melhor experiência possível.

No Klickpages, é só salvar a página e entrar no modo preview para ver o resultado.

9. Preencha a title tag e a meta description

Se você não conhece esses termos, está tudo bem.

Title tag e meta description são dois metadados, ou seja, dados sobre as informações da sua página.

Eles servem para ajudar as ferramentas de busca (Google, Bing…) a posicionar o seu conteúdo e o usuário a identificar se é o que ele está procurando.

A title tag é o nome da aba em que o seu site está aberto e também é o título da página quando ela aparece em um resultado de busca.

Já a meta description é o texto de descrição que é exibido logo abaixo do título no resultado de uma busca.

Você pode e deve configurar esses metadados na seção de SEO do Klickpages:

10. Publique

Por fim, é hora de publicar a sua página na internet.

No Klickpages, você pode configurar um domínio próprio ou utilizar um subdomínio do Klickpages que é disponibilizado sem custos extras para a sua conta.

Mas não se esqueça de, antes de clicar em publicar, configurar a sua URL para que ela seja amigável.

Prontinho! A sua landing page já está no ar sem custos adicionais de hospedagem.

Se você quiser ver mais dicas de como criar páginas de alta conversão, quais erros não cometer e exemplos para se inspirar, dá uma olhadinha nestes artigos aqui:

Ah! A equipe do Klickpages preparou um checklist para você usar no seu dia a dia e ter certeza que não deixou passar nenhum dos passos ao criar as suas landing pages.

É só clicar no banner para fazer o download gratuito:

Bônus: Como divulgar sua landing page e aumentar o número de conversões

Você já viu quais são os elementos que não podem faltar na sua landing e um passo a passo todo ilustrado de como criá-la.

Mas depois que ela está pronta, como é que você atrai visitantes para passar pelo processo de conversão?

Eu separei aqui alguns canais que você pode utilizar para gerar tráfego para a sua landing page.

1. Email marketing

Se você já tem uma lista e a oferta da sua landing page é interessante para o seu público, você pode criar uma campanha de email marketing para divulgá-la.

2. Redes sociais

A mesma coisa dá para fazer nas redes sociais. Crie conteúdos com o objetivo de levar os seus seguidores até a sua landing page, para que lá você consiga captar o endereço de email deles.

Essa é uma boa forma de gerar leads e também conseguir uma canal de contato mais direto com a sua audiência.

3. Artigos de blog

Se você reparou, neste artigo tem um banner que redireciona para uma landing page.

A oferta da página de destino é totalmente relacionada com o tema deste artigo, isso potencializa o efeito da oferta.

Já que quem está lendo sobre como criar landing page provavelmente também tem interesse em receber um checklist de criação de página. 😌

4. Otimização para ferramentas de busca

Também conhecida como SEO, esse tipo de otimização tem como objetivo melhorar o posicionamento da sua landing page em resultados de busca para termos relacionados.

Por exemplo, imagine que alguém pesquise sobre dieta cetogênica e você tem uma landing page com a oferta de um download de um ebook sobre o tema.

Se a sua página aparecer entre os primeiros resultados da busca, há uma chance muito grande de o usuário realizar a conversão, porque você está oferecendo algo diretamente ligado com o desejo dele.

Para saber o que você pode fazer para aplicar SEO nas suas landing pages, leia: SEO para landing page: como perder menos clientes no seu funil de vendas.

5. Tráfego pago

E você também pode investir em tráfego pago e fazer campanhas de anúncio com o objetivo de atrair mais visitantes para a sua página.

É importante só ficar atento se a sua landing page segue todos os requisitos da ferramenta de anúncio escolhida e se passa no índice de qualidade.

Agora é sua vez

Neste artigo, você viu como é possível criar a sua landing page em menos de uma hora: basta ter a ferramenta certa em mãos e saber exatamente quais são os elementos que não podem faltar na sua página.

Agora chegou o momento de você colocar a mão na massa e começar a criar as suas próprias páginas.

Depois me conta aqui nos comentários o resultado! 😉

Ah, e não deixe de assinar a newsletter do Klickpages para receber mais conteúdos como esse semanalmente na sua caixa de entrada. É só clicar aqui! 

(Este artigo foi originalmente publicado em 19 de março de 2020 e atualizado em 3 de fevereiro de 2022 por João Pedro Ferreira para oferecer informações mais precisas e completas).

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Meu nome é Angela, mas algumas pessoas me chamam de Angel. Faço parte do time de conteúdo do Klickpages e sou apaixonada por tecnologia e marketing. Sou especialista em SEO, tráfego orgânico e informações aleatórias (você sabia que o Alaska está mais perto da Rússia do que Brasília de Goiânia? Pois é...), fã de country americano e louca em esportes. Acompanho de tudo, mas meus favoritos são Fórmula 1 e futebol, inclusive assisto a jogos mesmo quando o meu time (Palmeiras <3) não está em campo. Ah, eu acredito que música de natal deveria tocar o ano inteiro e Christmas Peaceful Piano está entre as 3 playlists mais tocadas no meu Spotify.