Combinação de fontes: por que é importante e 3 exemplos que dão certo

Combinação de fontes

Quando você pensa no design de uma página na internet, qual é a primeira coisa que vem à cabeça?

As cores que compõem a identidade de uma marca? 

As imagens que ajudam a dar vida à mensagem que está sendo passada?

E se eu te falasse que, quando o assunto é design, a primeira coisa que penso são as fontes?

Sim, as fontes tipográficas. Aquelas que você escolhe, na maioria das vezes, sem muita preocupação.

O que pode parecer apenas uma detalhe, na verdade, tem uma influência enorme na harmonia de uma página.

Além de fazer parte da representação visual do seu negócio, as fontes ainda têm uma função essencial na hora de colocar o copywriting em prática. Elas também vão fazer com que o seu visitante realize a ação desejada.

Por isso, neste artigo eu vou mostrar:

  • por que a escolha das fontes é importante;
  • o que levar em consideração na hora de escolher as fontes;
  • como combinar fontes diferentes.

Vamos lá?

Por que a escolha das fontes é importante?

Depois de dedicar muito tempo — e energia! — criando o conteúdo da sua página e pensando nas cores e imagens que vão fazer parte do seu endereço na internet, refletir sobre as fontes que serão usadas pode soar como algo superficial.

Alguém, realmente, vai prestar atenção na combinação de fontes que você escolheu?

A verdade é que, a menos que o seu visitante tenha um diploma em Design, a resposta é não.

Mas existem outros fatores que precisam ser levados em consideração nessa escolha que não estão ligados apenas à questão “técnica” da seleção das fontes.

Mesmo que o seu visitante não saiba a diferença entre uma fonte com serifa e uma fonte sem serifa, ele com certeza sabe que:

  1. O texto de uma página sempre deve ser legível
  2. A combinação de fontes deve ser harmoniosa

E esses dois fatores são fundamentais para o sucesso da sua página.

O que separa uma página profissional de uma página amadora é a consciência de que a combinação de fontes deve reforçar a identidade do seu negócio sem se tornar uma distração para o conteúdo.

Ou seja, ela vai passar uma mensagem por si só e trabalhar a seu favor garantindo que outros elementos vão receber atenção.

Quer um exemplo?

Se você estivesse procurando por um curso para aprender a se posicionar no mercado de trabalho, quais das fontes acima passaria mais confiança?

Dificilmente a primeira ou a segunda, certo?

Esse tipo de fonte passa uma mensagem amadora, até infantil, o que não é indicado para o produto oferecido.

Já as duas últimas passam seriedade, exatamente o que alguém que está procurando um emprego, por exemplo, precisa.

Combinação de fontes e experiência do usuário

Quando se fala em tipografia e experiência do usuário, a facilidade de leitura é um dos fatores mais importantes.

O seu visitante não vai ficar na sua página se ele precisar decifrar as palavras ou se a combinação de fontes diferentes causar dor de cabeça em quem está lendo.

Essa é a receita para um aumento da taxa de rejeição, que vai resultar em um rankeamento ruim nos sites de busca.

Como escolher as fontes para uma página?

A escolha das fontes é quase como preparar um jantar.

Você tem os ingredientes disponíveis na sua geladeira e na sua despensa e precisa organizar esses itens para que o resultado seja uma refeição completa e agradável.

Misturar farofa com macarrão pode não ser uma boa ideia.

As fontes têm o poder de inserir personalidade e comunicar para o seu visitante um pouco mais sobre a identidade do seu negócio.

Na hora de escolher as fontes da sua página, mantenha 3 coisas em mente:

1- Simplicidade

Na dúvida, sempre é melhor optar pela simplicidade do que pelo exagero.

Escolha uma combinação de fontes que não gere um conflito visual e que não prejudique a leitura do conteúdo.

E lembre-se da regra de três: use no máximo três fontes diferentes na sua página. Mais do que isso, a chance de criar uma confusão para o visitante é grande.

2- Hierarquia

Lembra quando eu falei que a combinação de fontes tem uma responsabilidade na hora de colocar o copywriting, a escrita voltada para conversão, em prática?

É com a hierarquia das fontes que isso acontece.

Defina uma fonte para títulos, para subtítulos e para o texto em si. 

Separar essas categorias visualmente vai ajudar o seu visitante entender melhor as informações que estão sendo apresentadas.

Quer uma prova?

O ideal é que sua fonte mais ousada seja usada nos títulos e chamadas. Já a do subtítulo deve servir como destaque para menus ou CTA, por exemplo.

E o texto em si precisa da fonte mais legível possível.

3- Consistência

Combinação de fontes escolhida? Então fique firme nessa decisão.

Não troque de fonte no meio do caminho ou adicione uma nova à combinação que já está funcionando.

Caso precise destacar algo, use negrito ou itálico em vez de recorrer a uma outra tipografia.

3 combinações de fontes que dão certo

Você já sabe a importância que a escolha e combinação de fontes tem para sua página, mas não sabe nem por onde começar?

Estas três combinações são excelentes pontos de partida para qualquer empreendedor:

1- Georgia e Roboto

Essa mistura é ideal para páginas que precisam de um tom mais sério. 

Invista nesse combo se a formalidade for uma das características do seu negócio.

2- Oswald e Open Sans

Já essa opção oferece um ar mais casual à página. 

Grandes marcas como McDonald’s apostam em fontes mais condensadas, como a Oswald, para se comunicar com os clientes.

3- Lato e Raleway

Seu negócio permite uma página menos séria? Então aposte no uso dessas duas fontes.

Mesmo com um toque informal, elas garantem o profissionalismo e não vão atrapalhar a mensagem que você quer transmitir.

Como o Klickpages pode me ajudar?

Assim como com as fontes, a escolha da ferramenta certa na hora de criar uma página na internet para o seu negócio faz toda a diferença.

Você precisa de um aliado que seja simples de usar e facilite a sua rotina. 

E o Klickpages é exatamente isso.

Com apenas alguns cliques e de maneira intuitiva você consegue ter uma página no ar. Não precisa entender de programação, nem ser um gênio na informática para fazer isso.

Veja como criar suas páginas com o Klickpages é simples:

  • Escolha seu modelo: veja opções de alta conversão comprovada através de testes.
  • Customize a página: edite os textos, as cores e as imagens para deixar a sua página com a cara do seu negócio. 
  • Publique: por fim, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Ah, e todas as fontes que eu indiquei acima estão disponíveis no Klickpages!

Mão na massa

Neste artigo eu expliquei a importância de dar atenção à combinação de fontes em uma página e como a tipografia é um elemento fundamental para dar cara ao seu negócio na internet.

Que tal começar a colocar as dicas em prática agora mesmo criando sua página e já pensando em quais fontes você vai usar?

Mas antes não esqueça de assinar a newsletter do Klickpages para receber mais conteúdos como esse toda semana na sua caixa de entrada. É só clicar aqui!

(Este artigo foi produzido com a colaboração do designer Bruno Vilardi)

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Olá! Meu nome é Felipe e faço parte do time de conteúdo do Klickpages. Sou formado em jornalismo multimídia e apaixonado por escrita criativa. Não consigo ficar um dia sequer sem escutar música (inclusive me ajuda na hora de escrever), mas não toco nenhum instrumento — e canto muito mal. Aprendi a nadar com 30 anos (nunca é tarde!) e acredito que um bom título tem o poder de mudar tudo.