12 Ideias de negócios online para começar a empreender esse ano

Ideia negócios online

Se você está pensando em empreender, é de boas ideias de negócios online que precisa.

Algumas delas são, provavelmente, a melhor opção para os empreendedores de primeira viagem. 

É fácil concluir isso, porque são possibilidades que oferecem a vantagem de demandar pouco investimento e ter menos despesas gerais do que um negócio tradicional.

Isso sem falar no alcance.

Uma pequena empresa com sede apenas física e recursos limitados para investir, raramente consegue expandir sua atuação para além da cidade, região ou estado onde está estabelecida.

Com um negócio digital, é totalmente diferente.

Você pode segmentar seu público-alvo com facilidade a um nível global e aumentar as chances de vender mais. 

Para te ajudar a começar, vamos apresentar 12 ideias de negócios online que você pode começar do zero agora mesmo. 

Pronto para decolar?

1. E-commerces

Uma das melhores maneiras de ganhar dinheiro com negócios online é através da criação de uma loja virtual ou e-commerce. 

Muitas empresas de vários segmentos não possuem uma presença digital ativa ou têm sites desatualizados, o que te dá espaço para aproveitar essas deficiências e oferecer um serviço bem melhor. 

Por outro lado, dependendo do nicho, a concorrência é grande e é preciso muito trabalho para se destacar das outras lojas virtuais. 

Mas, ao ter um planejamento estratégico bem construído e executar as técnicas de marketing corretas, você pode transformar sua loja virtual em algo extremamente rentável. 

Então, para começar seu e-commerce, o primeiro passo é encontrar um mercado lucrativo e definir bem seu público-alvo. 

Em seguida, você precisa investir na criação de um site com design atraente e responsivo – afinal, as pessoas compram cada vez mais pelo celular. 

Além disso, é preciso também:

  • criar boas descrições para os produtos aplicando técnicas de SEO para otimização para mecanismos de busca;
  • criar uma sessão de FAQ com as perguntas mais frequentes;
  • investir em certificação digital e em políticas de privacidade;
  • escolher os métodos de pagamento;
  • definir a logística para entrega dos produtos;
  • divulgar seus produtos em outros canais (blogs, redes sociais, etc);
  • investir em remarketing

2. Blog ou site especializado

Se você tem experiência, paixão ou interesse por um assunto, está pronto para começar a ganhar dinheiro com um blog ou site de nicho especializado. 

Além disso, você tem o conforto de poder trabalhar de casa. 

Você pode começar seu blog com um investimento mínimo, mas é preciso estar disposto a colocar esforços extras para escrever artigos de qualidade, aprender e implementar SEO e fazer marketing de conteúdo

No mais, tenha em mente que posts escritos são apenas o começo. 

Fotos, vídeos e links para outros sites, repassar notícias e outros artigos… Tudo é válido, desde que se relacione com o seu nicho, claro. 

Lembre-se de que, independente do mercado visado, é preciso criar conteúdo de maneira consistente.

Também é necessário que seja um conteúdo que ensine, informe ou entretenha as pessoas. 

Em outras palavras, você precisa capturar o interesse do público de alguma forma.

Com conteúdo genuíno sendo produzido e publicado constantemente, você pode ganhar dinheiro com blog das seguintes maneiras:

  • exibindo anúncios publicitários no blog, geralmente através do Google Adsense onde você é pago por impressão de anúncio (CPI) ou por clique em anúncio (CPC); 
  • marketing de afiliados, no qual você ganha uma comissão promovendo produtos ou serviços da empresa para seus leitores;
  • comentários e posts pagos.

Embora todos os métodos acima possam trazer bons lucros, um dos principais motivos que muitos blogueiros iniciantes não conseguem ganhar dinheiro é porque acabam escolhendo o método errado de monetização.

Por isso, foque na estratégia mais adequada ao seu nicho de mercado. 

3. Podcast

O podcast é um formato que vem se tornando cada vez mais popular. De acordo com um estudo realizado pela Deezer, o consumo de podcasts no Brasil cresceu 67% nos últimos anos.

Este, nada mais é que um conteúdo em áudio, geralmente disponibilizado por meio de um arquivo ou um serviço de streaming como o Spotify ou a própria Deezer, por exemplo.

Na prática, o podcast funciona como um programa de rádio sobre um determinado assunto, mas a principal diferença é que, por se tratar de um conteúdo sob demanda, geralmente é dividido em episódios.  

Ou seja, ele é um conteúdo disponibilizado na internet que pode ser acessado em qualquer lugar a qualquer momento.

Inclusive, essa é uma das principais características do formato, basta escolher a plataforma de sua preferência e dar o play para começar a ouvir ou então baixar o episódio para ouvir offline. 

Como conseguir lucrar com isso?

Você pode conseguir um patrocínio, publicar o conteúdo em plataformas que permitem cobrar uma assinatura mensal para que o ouvinte tenha acesso exclusivo ao material ou fazendo publicidade de produtos relacionados ao seu nicho de mercado.

4. Canal de vídeos no YouTube

Se você gosta da ideia de estar na frente das câmeras, agora é a hora de aproveitar, fazer um canal no YouTube e ganhar dinheiro produzindo vídeos. 

O YouTube se tornou um dos sites mais visitados da atualidade. As pessoas assistem a uma tonelada de conteúdo na plataforma. 

São aproximadamente 400 horas de vídeo enviadas para o YouTube a cada minuto e cerca de um bilhão de horas assistidas por dia.

Não por acaso, os vídeos são uma excelente estratégia para você criar conteúdo útil e valioso para seu público.

Ao mesmo tempo, você pode apresentar um vídeo falando sobre um tópico de interesse do seu nicho, também contribuindo para monetizar esse conteúdo. 

Por falar em ganhar dinheiro, não podemos deixar de destacar a chance de gerar receitas com anúncios. 

Para isso, você precisa ativar a monetização em suas configurações do YouTube. 

Basicamente, isso dá ao Google a permissão de incluir pequenos anúncios do AdSense em seus vídeos – aqueles que costumam aparecer antes de um vídeo iniciar.

Nesse caso, quando os espectadores clicam no anúncio, você é pago. 

E tem mais.

Outra oportunidade de ganhar dinheiro com um canal do YouTube se dá através de patrocínios pagos. 

Para isso, você precisa construir uma base suficiente de seguidores para que as empresas decidam pagar para promover ou mencionar produtos e serviços em seus vídeos.

O melhor de tudo é que você não precisa de um equipamento super profissional para as suas produções. 

Você pode começar com seu smartphone ou uma simples câmera de vídeo. 

Mas tenha o mínimo de cuidado com aspectos como iluminação e áudio.

Além disso, use softwares de edições simples para alterar, inserir e modificar elementos.  

Para estender o alcance dos seus vídeos, não se esqueça de divulgá-los nas redes sociais, no seu blog e em outros canais. 

5. Infoprodutos

Você não precisa necessariamente vender produtos físicos para ter um negócio online. 

Na verdade, os infoprodutos – informação digital que pode ser comercializada – são uma das maneiras mais fáceis e rápidas de ganhar dinheiro com a internet. 

Existem várias maneiras de criar esse conteúdo, mas os formatos de infoprodutos mais populares incluem:

  • áudio: uma entrevista, curso ou algum outro produto falado;
  • vídeo: webinários gravados, vídeos tutoriais e entrevistas;
  • texto: ebooks, manuais de instruções, guias de viagem, etc. 

Independente da categoria, o importante é que o conteúdo seja interessante e útil para seu público-alvo. 

Além disso, os infoprodutos acabam sendo uma receita passiva, ou seja, você ganha dinheiro enquanto “dorme”.

Afinal, ao colocar um produto à venda em seu website, qualquer pessoa pode comprar e fazer o download dele a qualquer hora do dia ou da noite. 

Porém, não se esqueça de acompanhar as vendas periodicamente para ver quais tópicos ou tipos de produtos estão se saindo melhor.

Isso permite qualificar a estratégia para criar novos infoprodutos e vender mais.

6. Área de membros

Área de membros ou comunidade, como o próprio nome já sugere, é um espaço de acesso exclusivo para assinantes. 

Você já deve ter realizado uma pesquisa no Google e quando clicou em um dos resultados, foi encaminhado para uma página que te dava uma prévia do conteúdo e quando você rolava o cursor do mouse para saber mais, era solicitado um login e senha.

Isso é área de membros! 

Esse é um modelo muito comum para disponibilizar cursos online, fóruns de discussão e até mesmo portais de notícias que oferecem conteúdos exclusivos para assinantes.  

7. Ebook

O ebook é, sem dúvidas, uma das ideias de negócios online mais populares do momento.

Essa popularidade pode ser justificada a partir de um ponto chave: o baixo custo tanto para quem produz o material quanto para quem consome o material.  

De modo geral, os altos custos dos livros físicos são justificados pelo número de páginas, qualidade do papel, capa, ilustrações e etc. 

Com o ebook, a produção consegue ser feita de uma maneira mais econômica, uma vez que não existem gastos com a impressão do material, por exemplo. 

Aqui no blog do KP temos um artigo com  6 dicas práticas de como o seu primeiro ebook e conquistar novas leads. Para conferir na íntegra é só clicar aqui.  

8. Assinatura

Um produto ou serviço por assinatura, como o próprio nome já diz, te permite realizar a venda de um produto ou serviço a partir de uma cobrança recorrente.

Por exemplo, em uma assinatura mensal, o seu cliente paga um determinado valor todo mês para continuar tendo acesso ao seu produto ou serviço. 

Você pode optar por esse formato se tiver um negócio que entrega novos conteúdos aos seus clientes constantemente, para que eles continuem engajados e mantenham a assinatura ativa. 

9. Vender em marketplaces

Marketplaces são como uma espécie de “shopping digital”, nos quais você encontra produtos de diversos anunciantes. 

Um ponto positivo dessas plataformas é que, geralmente, elas possuem um grande tráfego, o que aumenta as chances do produto ou serviço ser encontrado pelos clientes ideais. 

Dentre os principais marketplaces atuantes no Brasil, podemos destacar o Mercado Livre, Walmart, Amazon, Netshoes, Estante Virtual, Elo7, Americanas, Magazine Luiza, entre outros.

Em alguns deles, como o Mercado Livre, você só precisa criar uma conta e começar a vender depois de enviar fotos e outros detalhes sobre o produto junto com o preço.

Já outros podem ser mais seletivos quanto aos vendedores associados. 

As regras visam, principalmente, evitar fraudes e lesar o consumidor. 

Gui a de página de vendas Klickpages

10. Programas de afiliados

Afiliar-se significa promover o produto de outra pessoa ou empresa e ganhar uma comissão em cima disso. 

Para começar, você escolhe um nicho rentável para o seu negócio online e, em seguida, encontra um parceiro afiliado que tem produtos disponíveis nesse nicho.

Então, você promove os produtos à venda em seu blog ou e-commerce através de links, banners, publicações em rede social e onde mais desejar.

Cada produto tem um link exclusivo que rastreia sua conta com o parceiro afiliado. 

Quando um usuário clica no link, é redirecionado para a página do produto e efetua a compra, você recebe uma comissão. 

Uma das maneiras mais fáceis de ganhar dinheiro com marketing de afiliados é se associar a algum programa do tipo.

Dentre os principais no Brasil, temos os seguintes:

  • Hotmart;
  • Amazon Afiliados;
  • Uol Afiliados;
  • Submarino;
  • Awin;
  • Lomadee.

Entre eles, você encontra praticamente qualquer tipo de infoprodutos (como ebooks, arquivos de áudio e vídeos) e até mesmo produtos físicos.

Um ponto positivo desse tipo de negócio é que praticamente nenhum investimento é necessário.

Você não precisa pensar na logística de enviar produtos, lidar com dúvidas de clientes nem fazer um estoque de produtos.  

11. Consultoria online

Se você tem muito conhecimento e uma ampla experiência em um campo específico, então, você pode ter o que é preciso para ganhar dinheiro fazendo consultoria online. 

Como consultor, você deve aplicar suas habilidades e sua experiência para ajudar os clientes a resolver algum problema que eles têm no seu campo de expertise. 

Vale lembrar que, além do conhecimento, também é preciso ter uma boa relação interpessoal, se valer de técnicas de vendas e planejar um marketing pessoal sólido.

Tudo isso objetiva fazer o cliente enxergar valor na sua consultoria. 

Um bom exemplo desse tipo de negócio online é a consultoria de marketing digital, na qual o profissional aplica seus conhecimentos em Google Ads, Analytics, SEO, redes sociais, links patrocinados, entre outros, para impulsionar os negócios do cliente na web. 

12. Cursos online

Criar cursos online é, de certa forma, semelhante a escrever um ebook. 

Basicamente, você monetiza os seus conhecimentos, disponibilizando e ensinando suas habilidades para outras pessoas através da internet. 

Os cursos podem ser sobre qualquer assunto, desde que você tenha algo a ensinar, que as pessoas realmente achem útil e queiram aprender. 

Você pode monetizar o produto de duas maneiras: vender por si próprio ou através de um programa de afiliados. 

Vender cursos online em seu próprio blog ou site diminui o custo com o pagamento de comissões a terceiros e ainda tem a possibilidade de oferecer as aulas por um preço menor.

No entanto, você terá que trabalhar muito para promover seus cursos e criar uma audiência consistente. 

Para facilitar a conversão, garanta que as suas landing pages sejam atraentes o suficiente para convencer os visitantes a comprar seu curso. 

Agora, se você ainda não tem um público, pode ser melhor promover seu produto através de parceiros em programas de afiliados.

Dessa forma, você consegue um maior alcance, válida a ideia do seu curso e aumenta a sua lista de emails para poder trabalhar melhor seus clientes depois. 

Crie landing pages para capturar leads com o Klickpages

Há algo em comum entre as ideias de negócios online.

Estamos falando do desafio de conversar com seu público, ser notado e despertar nele o interesse por aquilo que oferece.

Não é exatamente fácil, mas, com uma boa estratégia de marketing, você fica mais próximo do resultado desejado.

No meio digital, tudo se torna mais simples ao capturar leads, que são os potenciais clientes.

Você pode fazer isso no seu site, blog ou em redes sociais.

Conforme conversa com o público em artigos ou ao apresentar promoções, não perca a chance de obter seu contato para, depois, promover abordagens mais direcionadas.

Pode ser um convite para assinar uma newsletter, receber novidades por email, baixar um ebook ou se inscrever em um curso gratuito.

Seja qual for a ação, caprichar na landing page aumenta muito a chance de confirmar as conversões desejadas.

Para isso, o Klickpages é a ferramenta ideal.

Confira os três passos para criar a sua página:

  1. Escolha o modelo: conheça as opções de alta conversão comprovada através de testes;
  2. Customize a página: feita a escolha, edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam;
  3. Publique: ao final, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Quer saber mais sobre o Klickpages e como ele pode te ajudar? É só clicar aqui! 

Conclusão

Como vimos neste artigo, não faltam boas ideias de negócios online para ganhar dinheiro e, quem sabe, construir uma nova carreira de sucesso.

As oportunidades são muitas e é difícil não encontrar alguma que se encaixe no seu perfil.

Mas a atratividade desse mercado também amplia a concorrência.

Então, não vale a pena se arriscar sem planejamento.

Portanto, fique atento às tendências e considere o que as pessoas estão discutindo nas redes sociais. 

Tenha em mente que você não precisa se restringir exclusivamente a apenas uma dessas ideias de negócios online.

Você pode começar com um projeto e adicionar novos fluxos de receita à medida do possível. 

Por exemplo, começar com um blog e, com o tempo, passar a produzir também infoprodutos e ministrar cursos online.

Vai depender da sua criatividade e habilidade. 

Seja qual for a sua escolha, conte com o Klickpages para qualificar a sua estratégia digital.

Gostou desse artigo? Me conta aqui nos comentários!

E não se esqueça de assinar a newsletter do Klickpages para receber mais conteúdos como esse semanalmente na sua caixa de entrada. É só clicar aqui! 

(Este artigo foi originalmente publicado em 8 de novembro de 2018 e atualizado em 17 de agosto de 2021 por João Pedro Ferreira para oferecer informações mais precisas e completas).

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Hugo Rocha é co-fundador da Ignição Digital e do Klickpages. Já atuou diretamente nos bastidores dos maiores lançamentos digitais do Brasil. Atualmente está a frente da equipe de tráfego e crescimento da Ignição Digital e Klickpages liderando pessoalmente mais de R$ 4 milhões de reais em investimento em tráfego nos últimos 12 meses com ROI acima de 300%.